“Dores no frio.”

Ciência: Biologia
Nível: básico

Por que, quando está frio, sentimos algumas dores no corpo, principalmente se já tivemos uma fratura? Essa pergunta me foi feita no começo da semana, e heis aqui a resposta.

Quando a temperatura cai, quem tem dores crônicas costuma relatar que a intensidade aumenta. O fato é que, no frio, as terminações nervosas tornam-se bem mais sensíveis. “Quem sofre de dores nevrálgicas, aquelas associadas a lesões nos nervos periféricos, deve evitar a exposição às baixas temperaturas”, exemplifica a fisioterapeuta Fabíola Andrade, do Instituto Patrícia Lacombe, com sede em Campinas – São Paulo

Até quem não tem problemas de saúde, pode apresentar dores no inverno. “Ficar encolhido, na tentativa de fugir do frio, gera tensão muscular, contraturas e conseqüente mal-estar”, explica. A curiosidade fica por conta das pessoas mais magras reclamarem mais desse tipo de dor. A gordura corporal funciona como um isolante térmico, uma espécie de ‘casaco natural’. Assim, o indivíduo que se encontra dentro ou abaixo do peso ideal sente mais o frio e seus efeitos.

Entre as alterações relacionadas ao aumento das dores na temporada está a constrição vascular, que é o estreitamento dos vasos sanguíneos. “Quem tem problemas circulatórios pode se queixar de incômodo nas pernas, por exemplo”, afirma a fisioterapeuta

O antídoto para a maior parte das queixas está no alinhamento postural, que ajuda a prevenir as dores, fazendo com que os músculos possam funcionar de forma adequada, prevenindo assim o excesso de tensão no corpo. “Além disso, é importante o uso de roupas adequadas à temperatura e, a prática de atividade física regular”, completa Fabíola

 

Fontes:

http://blog.newsfree.com.br/2008/07/12/dores-de-frio/

Texto retirado na íntegra