Um pouco de conhecimento sobre aviões!

1. Como o avião mede a velocidade supersônica?


Resposta: Os aviões supersônicos e os protótipos em campanha de ensaios em vôo normalmente optam por instalar seus sensores anemométricos (pressão total e pressão estática) e de temperatura fora do escoamento perturbado pela aeronave. Assim, colocam-nos em um longo tubo à frente do nariz da aeronave.

2. O que o piloto sente quando o avião ultrapassa a velocidade do som?


Resposta: graças à tecnologia moderna, os efeitos da passagem do vôo subsônico para o supersônico são filtrados e os pilotos não sentem absolutamente nenhuma diferença, a não ser pelas variações em seus aparelhos de medição!






3. O que é, afinal, a barreira do som? De onde veio este termo?


Resposta: A barreira do som é um mito. O termo surgiu durante a Segunda Grande Guerra, quando os aviões tornaram-se rápidos o suficiente para sofrer os efeitos da compressibilidade do ar. A partir de uma determinada velocidade (denominada “Mach de divergência”), o arrasto total da aeronave aumentava drasticamente. Havia quem teorizasse que a velocidade supersônica jamais seria atingida, pois esta componente extra (chamado “arrasto de onda”) cresceria exponencialmente ao se acelerar a aeronave, dando início à idéia de uma parede nos céus, ou seja, a barreira do som.

O falso conceito foi superado, porém ficou a expressão que, em termos corriqueiros, significa que o avião rompeu Mach 1, ou seja, tem velocidade superior à do som..