Hoje é dia do Blog Action Day e, para ajudar o movimento, resolvi fazer um post especial sobre o tema: Pobreza

Começo com uma afirmação que me chamou a atenção em um grupo de discussão sobre o assunto

 

A Ciência é essencial para combater pobreza

Um relatório da agência das Nações Unidas para o comércio e o desenvolvimento (Unctad) disse que não existe outro meio para ajudar os países mais pobres do que o investimento em ciência, tecnologia e inovação. Existe uma relação entre os países mais pobres e o nível tecnológico e o investimento em inovações em pesquisa, e isto é bastante relevante. Apenas 4% do total de empréstimos concedidos pelo Banco Mundial, nos últimos 25 anos, foram destinados à ciência.

Outro dado impactante é que os países mais desenvolvidos não transportam a tecnologia quando se instalam em países mais pobres, e parte disso é culpa da burocracia de importação que criam barreiras no processo. Essa é  a palavra das Nações Unidas:  “A inclusão social e, consequentemente a digital,  só se faz atraves da pesquisa e seus pesquisadores. O falatório sobre o tema, ainda que bem intencionado, só arrecada fundos de fomento e prestígio político.”

Esses fatos recorrem à pergunta:

“Com tantos avanços tecnológicos, científicos, de produção alimentar e saúde, por que a pobreza ainda ocupa local de destaque na conjuntura social dos países da América Latina?”

Vamos então falar de ciências! já ouviram falar no Prêmio Jovem Cientista? A CNPQ vem investindo bastante no incentivo à pesquisa e criou esse prêmio para que as pessoas possam mostrar seus trabalhos, incentivando assim cada vez mais que as pessoas entrem no mundo da ciência e, com isso, pretendem conseguir material de boa qualidade que será usado para “melhorar o mundo”.

O tema de 2007 era encontrar um modo de diminuir as desigualdades sociais. A iniciativa deles é muito importante para o país, devemos tirar nosso chapéu! O prêmio incentiva os estudantes e jovens pesquisadores a buscar novas alternativas para temas que afetam diretamente a população brasileira, e estava premiando, em 2007, estudantes do Ensino Médio, de Graduação, estudantes já Graduados, seus orientadores e Instituições de Ensino, que apresentaram projetos que trazem propostas para a redução das desigualdades sociais, por meio da educação.

O assunto é bastante abrangente. Não existe uma resposta simples e direta de como diminuir a pobreza e melhorar o quadro atual de grande parte dos países, mas ao menos sabemos que parte da melhora virá da ciência, então devemos investir!

Fontes:

http://listas.ibict.br/pipermail/bib_virtual/2007-July/003751.html
http://www.jovemcientista.cnpq.br/
http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=51631
blogs.abril.com.br/coletivo