“Efeito doppler é quando você está na calçada, passa uma ambulância e faz zuuuuuuuuuuum e depois, no final, faz iuuuum

Ciência:
Física
Nível: básico

Para quem assiste o seriado “The Big Bang Theory”, cujo nome deu origem à este blog, deve conhecer essa explicação incrível sobre o que é o efeito doppler. O que é, na verdade, esse efeito?

A freqüência de uma onda ou o comprimento das ondas muda com o tempo para um observador cuja localização varia em relação à fonta das ondas. Confuso? Vamos explicar:


imagem retirada do site http://www.fisica-potierj.pro.br/poligrafos/doppler.htm
À medida que se aproxima da fonte F, o observador O vai percebendo que o som vai ficando mais forte, mais intenso. Isso acontece porque na fonte as ondas são mais “fortes”, a freqüência aparente recebida é maior que a emitida. Quando se afasta, o fenômeno oposto acontece,  deixando o som mais “fraco”.

O efeito doppler não se aplica apenas às ondas sonoras. A intensidade da luz, por exemplo, também varia de acordo com a posição do observador em relação à fonte.

Dentre as aplicações do conhecimento deste efeito, podemos citar a criação de radares, que se aproveitam da variação das ondas para calcular a distância entre dois pontos e alguns aparelhos médicos usados para medir o fluxo do sangue e fazer mapeamentos, tecnologia reaproveitada para mergulhadores. Em astronomia, por exemplo,  permite a medição da velocidade relativa das estrelas.

Por isso, quando estamos parados na calçada e passa um carro, o som que ouvimos muda de acordo com a posição do carro, até que desaparece por completo. Deu-se o nome “Doppler” em homenagem a Johann Christian Andreas Doppler, que primeiro descreveu o evento em 1842.

Para terminar, a foto do personagem Sheldon, do seriado citado no começo deste post, vestindo sua fantasia de Efeito Doppler!

Fontes:

http://www.fisica-potierj.pro.br/poligrafos/doppler.htm
http://en.wikipedia.org/wiki/Doppler_effect
http://pt.wikipedia.org/wiki/Efeito_Doppler
http://gallery.the-big-bang-theory.com/